Brasil, 
06 de dezembro de 2016
Sorteados

Confira os ganhadores,
cadastre-se e
concorra a prêmios!
Indique este site para um amigo
Seu e-mail:

E-mail do seu amigo:

A A
Escorpião-Vinagre

Você conhece? Será um escorpião? Onde vive?

          Escorpião-vinagre é o nome comum atribuído aos aracnídeos da ordem Uropygi . Aracnídeo é qualquer organismo da classe Arachnida do filo dos Artrópodes que inclui, dentre outros, aranhas, carrapatos, opiliões e escorpiões, compreendendo mais de 60.000 espécies. Atualmente estão descritas 103 espécies de Uropygi – Escorpião-Vinagre. A maior parte das espécies está restrita a regiões tropicais e semitropicais das Américas, Índia e Austrália. No Brasil podem ser encontrados principalmente em Minas Gerais, Goiás, Tocantins, Mato-Grosso e Amazonas.

          Os Escorpiões-vinagre são semelhantes aos escorpiões, mas NÃO possuem aguilhão venenoso característico dos escorpiões que conhecemos, o que os torna inofensivos ao homem. Embora possa picar com as quelíceras, o escorpião-vinagre não possui glândulas de veneno nelas. No entanto, possuem no abdome glândulas que se abrem próximas do ânus e produzem uma secreção rica em ácido acético, que é eliminado como um spray quando o animal é perturbado. O jato pode alcançar até meio metro de distância e a mira é precisa. Este líquido, com forte odor de vinagre, pode causar queimaduras e irritação aos olhos.

          A maioria dos escorpiões-vinagre são vermelho escuro e têm um corpo achatado e comprido. Outra característica é o par de patas dianteiro mais comprido e fino que os outros três pares, sendo usado para tatear o caminho ao andar, encontrar água e comida. Vivem próximos de pedras, pedaços de madeira, e folhas úmidas. Seu tamanho aproximado é de 6 centímetros, variando de tamanho, desde espécies muito pequenas até muito grandes, com mais de 10 centímetros de comprimento. Possuem hábito noturno, se alimentando de insetos, aranhas, lagartixas etc. Durante a postura dos ovos até sua eclosão, a fêmea permanece em um abrigo e mantém os ovos aderidos ao seu corpo A fêmea põe cerca de 35 ovos grandes e quando os filhotes nascem sobem no abdome da mãe, até que cresçam e possam cuidar de si mesmos. Durante esse período eles realizam várias mudas.

          Apresentam dimorfismo sexual, onde machos e fêmeas quando adultos, são facilmente distinguíveis pelo tamanho e forma do pedipalpo, que, em geral, são pequenos nas fêmeas e grandes nos machos.

          Portanto, quando estiverem em suas caminhadas por trilhas não se assustem ao verem esse exótico representante parente dos escorpiões e aranhas!
 

Foto: Samário Menezes

Newsletter
Digite seu e-mail: