Brasil, 
31 de agosto de 2016
Sorteados

Confira os ganhadores,
cadastre-se e
concorra a prêmios!
Indique este site para um amigo
Seu e-mail:

E-mail do seu amigo:

A A
Borboletas ou Mariposas?

Você sabe qual é a diferença entre elas? abril/2009

          Tanto borboletas quanto mariposas são insetos que pertencem à ordem dos lepidópteros (do grego "lépido" = escama, e "ptero" = asa). Essa ordem divide-se em 127 famílias com cerca de 180 mil espécies conhecidas. No Brasil 57 espécies de borboletas estão ameaçadas de extinção por causa da degradação de seu meio ambiente e também por serem utilizadas em artesanato.
          Primeiro precisamos saber que o ciclo de vida das mariposas e borboletas é composto de quatro estágios, que são o ovo, lagarta, pupa e o adulto. O tempo de vida varia muito conforme a espécie, bem como o número de mudas que elas realizam (as mudas são as transformações de um estágio de desenvolvimento para o outro).
          A existência de uma mariposa ou borboleta pode durar poucas semanas, como no caso das mariposas de celeiros, até alguns meses e um ano. Entretanto, a maior parte da vida das mariposas e borboletas passa despercebida por nós, pois algumas espécies passam quase toda a sua existência entre as superfícies superior e inferior de uma única folha, e só a forma adulta que acabamos conhecendo.

             

Diferenças entre borboletas e mariposas:
          As diferenças entre borboletas e mariposas baseiam-se em algumas características em relação ao comportamento como quanto à forma de seus corpos. A maioria das borboletas, por exemplo, são ativas durante o dia (hábito diurno), enquanto a maior parte das mariposas prefere a noite (têm hábito noturno).

          Outra diferença entre essas duas lepidópteras é a posição das asas em relação ao corpo - quando pousam as borboletas deixam suas asas elevadas, enquanto as mariposas mantêm suas asas sempre abertas . As antenas são uma boa forma de se identificar o lepidóptero observado. As mariposas têm as antenas mais curtas, grossas e de aparência peluda, enquanto as borboletas geralmente têm as antenas mais longas, de aparência lisa, tendo as extremidades arredondadas . 
          Uma diferença interessante é em relação a velocidade do vôo, as borboletas podem voar até 20 km/h, enquanto as mariposas podem voar até 40 km/h.
          Muita gente pensa que as mariposas apresentam apenas cores opacas e até usam isso para identificá-las. Mas, algumas mariposas são tão coloridas quanto as borboletas e por isso são confundidas com elas.
          As borboletas são importantes polinizadoras e alimentam-se de líquidos variados (néctar que extraem das flores ou o suco dos frutos maduros que caem das árvores). Ao contrário das mariposas, que quando jovem (lagarta) ingerem uma quantidade enorme de folhas para terem reserva de energia para a fase adulta, pois muitas espécies não se alimentam na fase adulta. Por isso, as mariposas são às vezes consideradas pragas de plantações durante sua fase jovem.
          Além de ser um animal notável, pela beleza  e elegância, as borboletas diurnas são muito importantes como bioindicadores. Pois são sensíveis às mudanças negativas em qualquer dos fatores ambientais dos quais dependam. Alimentam-se de plantas específicas e uma abundância de borboletas de diferentes espécies em uma área ou região indica existir grande diversidade de plantas neste ecosistema, Uma brusca mudança ambiental afeta quase que de imediato esses animais e o desenvolvimento regular de toda uma população de borboletas, ao longo dos anos, indica que o meio ambiente está funcionando regularmente nesse período.
 

As Mariposas são perigosas?
          As mariposas de colorações mais vibrantes habitam regiões tropicais, e muitas delas podem ser venenosas, normalmente essas espécies se alimentam de folhas tóxicas e absorvem um pouco do veneno - é assim que elas escapam do cardápio dos pássaros. No Brasil, as mariposas do gênero Hylesia são as principais responsáveis por acidentes com as pessoas.
          Essas mariposas provocam surtos epidêmicos em áreas rurais, durante os meses quentes e chuvosos. Nesse período, as mariposas são atraídas pela luz dos domicílios e, ao se debaterem, liberam cerdas no ar que podem entrar em contato com a pele dos moradores, e causam irritações dermatológicas.
          Algumas borboletas tropicais possuem escamas venenosas em suas asas para escapar de predadores, como pássaros e lagartos. Por isso é melhor evitar tocar nesses lindos insetos.
          A mesma atitude deve ser tomada em relação às lagartas. Se você avistar uma lagarta colorida ou com pelinhos recobrindo o corpo, não toque pois são venenosas e podem causar queimaduras. Em caso de contato com essas lagartas, recomenda-se lavar a região afetada com água fria e abundante

FOLCLORE: É notável a presença da borboleta e da mariposa no imaginário popular. Em geral, as borboletas de cores claras prenunciam notícias felizes, de chegada de parentes ou pessoas amadas, ou de fortuna. As mariposas, especialmente as de cor negra, trazem sempre presságios funestos, e são consideradas mensageiras da morte. Em muitas partes do Brasil são chamadas de "bruxas".

Fotos: Larissa Sartori
Texto: Samário R. Menezes

Newsletter
Digite seu e-mail:

Lançamentos
Prata
Pulseira Tartaruga Marinha:
R$150,00
Prata
Pingente Árvore da Vida:
R$63,00
Brinquedos
Javali Pelúcia:
R$85,00